Consumo de álcool e exercícios físicos

Se você faz parte da parcela da população que adora tomar umas, mas também é dos que não abre mão dos treinos regulares, com certeza já deve ter pensado sobre os efeitos de associar o consumo de álcool e exercícios físicos.

Então se quiser saber um pouco mais sobre o tema, fica por aqui que vou te ajudar a responder essa questão.

Consumo de álcool e exercícios físicos

Consumo de álcool e exercícios físicos

A associação do consumo de álcool e exercícios físicos foi um tabu durante muito tempo, no entanto, é notório que a ingestão de bebidas alcoólicas tem sido cada vez maior entre atletas amadores e até mesmo alguns profissionais.

Diante disso, alguns estudos científicos foram feitos e comprovaram efeitos agudos e crônicos na relação álcool e atividade física e, por esta razão, segundo o Colégio Americano de Medicina do Esporte, “a prática de exercícios físicos não deve estar associada ao uso de bebidas alcoólicas” e o álcool conta na lista das substâncias proibidas pelo Colégio Mundial Antidopagem em algumas modalidades.

Malefícios para a saúde e a performance

Malefícios para a saúde e a performance

Indo direto ao ponto, o uso excessivo de álcool traz malefícios tanto para a saúde geral, sendo um dos maiores problemas de saúde pública no mundo, como também prejudica a performance física, sobretudo ao aparelho locomotor (ossos, músculos e articulações) com consequente perda da massa magra.

Outros prejuízos estão relacionados com a menor utilização da glicose, importante fonte energética para os músculos, comprometendo também a oxidação, ou seja, diminui a “queima” das gorduras.

Observa-se também uma considerável alteração da força, velocidade, capacidade cardiorrespiratória e desidratação.

A longo prazo, o uso frequente do álcool promove uma diminuição da capacidade fisiológica do fígado, coração e encéfalo.

Além dos prejuízos citados, também destaco a menor captação de cálcio para o músculo e as alterações na integridade da membrana muscular, que possibilitam o surgimento de cãibras musculares mais frequentes.

Tolerância zero?

Tolerância zero?

Diante de todos os malefícios citados anteriormente, associar um consumo excessivo e crônico de álcool e exercícios físicos é algo que deve ser evitado. No entanto, não precisa ser tolerância zero.

Para os praticantes de exercícios físicos, o consumo deve ser reduzido e pontual, lembrando que essa quantidade é variável, dependendo de cada indivíduo, mas o recomendável é que nunca ultrapasse:

  • três latas de cerveja (cerca de 1 litro no total);
  • ou três taças de vinho (cerca de 400 ml no total);
  • ou ainda, três doses de destilados (cerca de 150 ml no total).

Para quem não dispensa uma bebida e um treino, outras dicas podem ser adotadas para minimizar os efeitos do álcool na performance física, confira:

  • A ingestão de bebida alcoólica deve acontecer após a realização dos exercícios físicos e nunca antes;
  • Aumente a ingestão de água antes, durante e depois dos treinos sempre que fizer uso de álcool;
  • O prazo ideal entre o consumo de bebidas alcoólicas e a prática esportiva é de 72 horas antes de beber e 24 horas depois.

Individualidade

O consumo crônico e excessivo de bebidas alcoólicas vai trazer prejuízos para qualquer pessoa, mas associar álcool e exercícios físicos pode também diminuir sua performance.

Mas como cada sujeito é único e a individualidade deve ser considerada, recomendo que busque uma consultoria profissional para responder a essa questão com assertividade.

Se quiser conversar comigo e tirar as suas dúvidas sobre o consumo de álcool e exercícios físicos, pode me chamar pelo WhatsApp (32)98446-0806 ou clique aqui. Será um prazer te atender e te ajudar a manter sua performance e levar uma vida mais saudável.

Um abraço e até o próximo.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.